A China foi um marco em minha vida profissional e pessoal, diferente de tudo que eu imaginava me deparei com um país que na minha opinião é organizado, limpo e funcional. Para algumas pessoas que já conhecem a China isso talvez possa parecer um absurdo, mas na minha visão um país que possui uma população de 1.394.550.000 de habitantes que comparado ao Brasil são 209.520.000 (Dados de 2018), porém com um sistema totalmente funcional, que é uma coisa realmente espantosa. O trânsito possui uma infinidade de carros, motos e bicicletas, entretanto sem engarrafamentos como somos tradicionalmente acostumados.

O sistema de transporte é outro ponto à parte, sistema de trens, metrôs, ônibus elétricos, tudo seguindo o horário conforme tabelas anexadas nas estações e paradas, sendo que tudo é muito limpo. A saúde não é pública e os hospitais que frequentei não tem a hotelaria que encontramos em algumas instituições daqui, mas tudo funciona muito bem. Os hábitos alimentares são completamente diferentes dos nossos, tanto é que durante o tempo em que estive por lá, encontrei somente 1 padaria. Eles não comem pão, não encontramos refrigerantes, salgadinhos ou bolachas recheadas e cerveja somente quente. Não se toma absolutamente nada gelado, pelo contrário, os bebedouros fornecem água em temperatura ambiente ou quente para que eles possam constantemente encher suas garrafinhas de chás.

Todos os parques são maravilhosos e cheio de pessoas fazendo atividades físicas. Em cada esquina que possua uma área protegida do tempo ou que seja ampla, encontramos grupos de mulheres que ficam perfeitamente perfiladas em linhas e colunas e dançando absolutamente iguais e com um sorriso farto e contínuo. A educação é pública e em tempo integral, nenhuma criança pode trabalhar no horário de aulas. Claro que nem tudo são flores, Existem ¨controles¨, ouvi inúmeras vezes que era um povo que não possui liberdade ou que possui uma liberdade vigiada, porém tidas as noites saíamos e voltávamos em segurança, carregando câmeras, celulares e equipamentos em geral, não vi violência ou roubos em momento algum. Sei que o castigo para quem faz algum delito é rígido, mas me pergunto quem são os oprimidos e restritos na sua liberdade? Eles ou nós? Aqui passamos com medo e sem saber se nós e nossos filhos voltarão em segurança. A China realmente me impressionou, pretendo voltar para absorver mais conhecimentos com este povo que comigo foi muito gentil, afetuoso e respeitoso.

Até hoje participo de diversos cursos e aperfeiçoamentos e ainda brinco com meus pacientes que quando retorno dos cursos, retorno cheia de novidades, porém estas novidades têm em torno de 3 mil anos.

Sou fascinada pela Medicina Tradicional Chinesa e com ela aprendi a entender melhor as respostas que temos a respeito de nosso corpo, doenças e comportamentos. Não sei mais viver e me comportar sem um olhar oriental sobre esses e vários quesitos.